Monitoramento e identificação de fraudes fiscais

   Toda empresa pode sofrer com ações fraudulentas. Existem diversas formas de praticar atos financeiros ilegais, e uma delas é o costume de alterar o valor real de uma nota fiscal, e assim, possivelmente favorecer colaboradores em ressarcimentos, atuar em desvios de verbas ou forjar desempenho nas vendas ou compras.

   Contudo, existem metodologias algorítmicas eficientes para monitorar as operações dos responsáveis que manuseiam o dinheiro de uma companhia e  identificar algum tipo de fraude ou até mesmo algum tipo de falha de processo. Um exemplo do problema de fraude fiscal é conhecido como “caso enron”, onde o corpo executivo da empresa alterava os demonstrativos financeiros para enganar os seus acionistas e o mercado de investidores. Esta prática culminou no fechamento da companhia americana, que já chegou a ser a sétima maior empresa do mundo, e assustou todos os investidores que acreditavam nos dados repassados.

 

Clique no botão abaixo para verificar como podemos aplicar este modelo na sua empresa.