banner

Histórico da Matemática

   Até o início do século XVII, a humanidade não havia passado pela revolução industrial, com isso, a produção era realizada a partir de manufaturas que estas atendiam apenas à nobreza. Este cenário econômico foi possível pelo fato de que a demanda era da mesma grandeza que a oferta, ou seja, ambas baixas.

   No entanto, o rumo que a história seguiu foi o da extinção do modelo monárquico, que centralizava o poder e por isto, não satisfazia os produtores que desejavam aumentar suas vendas a partir de uma possível futura libertação dos numerosos escravos.

   Após a ocorrência da, não por acaso, abolição da escravidão, seria necessário existir um modelo político-econômico que permitisse as pessoas recém-libertadas a se tornarem consumidoras. Esse novo modelo é conhecido atualmente como Capitalismo, que garantiu um espaço para os consumidores. A necessidade de aumentar a produtividade para atender a nova demanda, foi a centelha para uma mudança no tratamento de problemas quantitativos da produção em larga escala. Esta mudança pode ser conhecida como revolução cultural e foi proposta pelo filósofo e matemático René Descartes no seu Discours de la Methòde de 1637. Neste monumental trabalho, o autor apresenta um novo profissional que emergia das universidades com ferramentas matemáticas que organizavam as estratégias de produção e otimizavam a estrutura produtiva. Para os países que passaram pela revolução cultural, foi inevitável que a revolução industrial se instalasse, e que posteriormente, seria o movimento que impulsionaria o desenvolvimento econômico dessas regiões.

   Nenhuma semelhança é mera coincidência em relação a nossa atualidade. Cada vez mais, as ferramentas matemáticas (ciência de dados) são fundamentais para as decisões estratégicas das empresas que lutam pela sobrevivência corporativa. No entanto, a revolução cultural não foi completamente instalada no Brasil e a Cognilab oferece ao mercado as melhores soluções matemático-computacionais que ajudam os nossos clientes a atingirem a excelência estratégica de seu negócio e então vencerem suas competições corporativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *